30 março 2006

Pessoas... como nós...

Lembras-te das ruas repletas de gente? Éramos somente mais dois... entre tantos outros… e tantas vezes, entre tanta gente, encontrávamos pessoas verdadeiramente sós… pisavam o chão de uma maneira diferente, da maioria das pessoas… também eles são pessoas, como nós… viviam as ruas de uma forma tão distinta… e distante… Eu olhava-os frontalmente… tentei algumas vezes conforta-los… com um sorriso, um aceno, um afecto, uma manifestação qualquer… com a atenção que perderam, juntamente com a possibilidade de partilharem as suas historias… eram esses gestos, pequenos, mas carregados de significado, que lhes devolviam a esperança… são estes pequenos gestos, que os reanimam… são estes pequenos gestos, que permitem sobreviver… são estes pequenos gestos, que devolvem a dignidade perdida no tempo… também eles, são como nós… pessoas…

5 comentários:

Anónimo disse...

É uma realidade chocante...mas nada nem ninguem nos garante que um dia nao seja um de nos - um amigo, um familiar - a estar nestas condiçoes...
Nao custa fazermos alguma coisa pelos outros, mesmo que seja simplesmente sorrir!!
Dá que pensar...
Beijo

marta* disse...

e eu gostei do teu.

ganhas um link :)

**

Paula Raposo disse...

É verdade. Somos pessoas, todos. Beijos.

dulce disse...

São os pequenos gestos que fazem a diferença.
A foto do post anterior está lindíssima.
Um óptimo fim de semana
Beijocas

Rute Borges disse...

Somos nós em cada um deles e eles, cada um de nós...
Apenas a mudança de uma vida que se mostrou diferente...
Aqui, mesmo já aqui, há distância de um gesto, de um abraço.
Falta a coragem, tantas vezes...