28 agosto 2007

Viver... é participar... afirmavas...

Viver é participar, afirmavas… se a participação for conduzida pelo olhar atento… atento aos sinais do tempo… ás expressões… aos rostos… ás manifestações… aos pormenores… que revelam inúmeras confissões involuntárias… Gestos simples… olhares brilhantes e estáticos… sorrisos discretos mas reveladores… toques inocentes…. desejos… sonhos… e vontades… algumas proibidas… Raros momentos de brilho… onde as palavras são substituídas na tradução dos sinais… perante a eficiência do olhar… Dizias-me também… que nunca o olhar te traiu… apesar da traição ser uma dádiva da felicidade… fazias-me compreender que sem a traição… sem o mal… talvez o bem não existisse… ou fosse tão valorizado… afinal… há momentos em que a existência das coisas más… enaltecem todas as coisas boas… talvez eu não tenha percebido a base da tua lição… talvez… tenha estado demasiado atento... preso… ás tuas palavras… talvez… seja ainda a criança que sempre desejaste que eu fosse… e não tenha ainda aprendido a olhar… como tu… pai... sempre me ensinaste a fazer… olhar o mundo… para a frente… sem o medo do mal… porque é ele… dizes tu… que mais nos ensina… e nos fortalece… e faz crescer… Viver é participar… se a participação for conduzida pelo olhar atento… atento aos sinais do tempo… ás expressões… aos rostos… ás manifestações… aos pormenores…

41 comentários:

rikardoGoulart disse...

Sabe bem desbravar links para encontrar "pequenos espaços" como teu!
Gostei bastante!

Anónimo disse...

Esta lindo este texto, adorei mesmo...
Gosto especialmente desta frase "há momentos em que a existência das coisas más… enaltecem todas as coisas boas".
Nota-se a cada dia que passa a tua maturidade nos textos, cada vez ficam mais teus e menos "lamechas", ao contrario do que pensas.
Um beijo enorme...
(continua... qualquer dia deixas a gestão para te tornares um best-seller)

Cláudia disse...

As fotos são simplesmente espectaculares...
parabéns pelo blog!

:))

Manuelinho disse...

Um texto a convidar à reflexão, sem sombra de dúvida.
Retenho algumas frases que me parecem importantes nessa óbvia introspecção.
Grato pelo teu comentário num blog (meu) que é despretensioso.
Abraço

Fernanda e Poemas disse...

Lindo texto, parabéns Helder.
Voltarei a visitá-lo.

Beijos,

Fany

Som do Silêncio disse...

Olá!

Fiquei presa ao post até chegar ao fim!
Gosto como escreves e como escreves!
:)

Beijo Silencioso
(obrigada pela visita e pelo simpático comentário)

SILÊNCIO CULPADO disse...

É um belissímo texto que revela uma grande alma. É bom podermos pensar que ao olharmos o mundo com os olhos que temos encontraremos muitas das coisas em que acreditámos.E veremos muitas das coisas que semeámos. Porém à medida que avançamos no caminho cada vez encontramos menos coisas em que acreditar, as coisas boas que semeámos ou não floresceram ou degeneraram. Porém, por uma coisa apenas que tenha ficado, por algo ou alguém acreditado, valeu a pena viver e percorrer o caminho.
Virei visitar-te mais vezes.

Eduardo P.L. disse...

Helder,

muito bom e bem cuidado seu texto e ilustrações! Um ótimo blog.

Parabéns!

Abraços

brisa de palavras disse...

Obrigada pela tua visita.
Tens uma escrita muito interessante.

um abraço

brisa de palavras

Nani disse...

Helder,

obrigada pelas tuas palavras no meu cantinho. Espero que não voltes a passar em silêncio.

Até breve

Nani

Jasmim disse...

Um beijo imenso em ti...
e continuas a encantar com a tua escrita!

Não me espanta, pois o que é mesmo bom, perdura :O))

Um sorriso em ti

fabiana disse...

Obrigada!
O seu blog é bem interessante.
Obrigada pela visita.

Beijão

ex (ainda) adormecida disse...

Helder,
Vontade de chorar.
Obrigada pelo gesto.
Adorei teu tb refúgio(vontade de chorar... "afinal… há momentos em que a existência das coisas más… enaltecem todas as coisas boas…"
Linkei teu endereço.
Pode?
Abraços

Mayara disse...

bem escreve muito bem...mais quando a escrita estiver muito tumultuada e precisar refugiar pode ficar repousando um pouco no meu mundinho!

bju!

SIMPLESMENTE.... C disse...

Helder, Viver é participar e compartilhar as coisas boas da vida, como este momento aqui.
abraçinhos...

Paula Raposo disse...

Gostei de te ler...agradeço as tuas palavras num dos meus espaços. Tenho andado desatenta e não te tenho visitado, é verdade! Adoro esta música. Beijos.

Andreia do Flautim disse...

Olá!

Obrigada pela visita!

Fernanda disse...

Que lindo suas palavras e seu blog. Voltarei sempre aqui. Você é de Portugal mesmo???
Beijos!

_canhota alinhada à direita. disse...

"a traição ser uma dádiva da felicidade"
isso rende uma noite inteira numa mesa de bar, meu caro! com direito à sentimentalismos notálgicos e certezas absolutas de que a vida é uma verdadeira bagunça que nunca entenderemos.

Bia Ferreira disse...

É viver é participar sim, e a vida também é cheia desses "talvez(es)"...
obrigada pela visita lá no meu café... volte sempre!!

[Sσυlмαтєs.иєvєя.diє] disse...

Quando eu sentia o vento bater no rosto e me dava conta de cada detalhe que se movia com esse vento, de cada aroma sentido, de cada figura ao redor, de cada detalhe da vida eu era de fato feliz... Retomar essa participação dos pormenores da vida é como abrir um novo sorriso e seja lá quem nos ensina a viver assim, vai de nós abrir os olhos pra um mundo diferente...

gostei muito daqui e vou voltar! \o/

Seja bem-vindo ao Daily e sinta-se em casa...

=*

Caroline Milk disse...

Muito bom seu texto adorei bjoos

woman feelings disse...

Dan�as? :)))

It�s the show time!!!

Paulo Sempre disse...

«viver»...,esse contentamento.
Estranha forma de vida aquela em que não há " toques de afectos.." ou a grandeza do livre pensamento...
Bom blogue
Abraço
Paulo

Claudinha disse...

Helder, obrigada pela visita, vim conhecer seu espaço e gostei imensamente!
Estou celebrando a vida mais intensamente neste momento e seu post completou meu sentimento de estar atenta aos sinais. Obrigada!

Maria disse...

Vim conhecer-te. E agradecer a tua visita.
Este é um post para reflectir, e muito....
Parabéns.

José Manuel Dias disse...

A vida � composta de viv�ncias..

Som Do Silêncio disse...

Venho agradecer a visita

E adorei o texto simplesmente lindo.

Um Beijinho te deixo

SoNosCredita disse...

lindo texto!

e é mmo isso, temos que aprender...
ganhamos defesas que trazem desvantagens mas, acredito que trazem ainda mais vantagens... se estivermos atentos, lá está!

:)

"pormenores… que revelam inúmeras confissões involuntárias… Gestos simples…"

pormenoridadeS!

Hanah disse...

Continuas escrevendo maravilhosamente...


Beijo de boa semana para ti

Luís disse...

Nem mais!

Bichodeconta disse...

Parabéns pela qualidade destes trabalhos.. Um abraço, ell

ariana disse...

Obrigado pela visita.

Gostei muito do teu blog, muito acolhedor.

Beijinhos

Anónimo disse...

Mais palavras para quê?
beijos

Lua Durand disse...

viver, não sei mais o que é.

belo texto.

beijos

Op.Louca disse...

Em primeiro lugar agradeço-te a visita e o comentario deixado no River!
Quanto à música que aqui tens, faz-me arrepiar..boa escolha ;)

( " Gestos simples… olhares brilhantes e estáticos… sorrisos discretos mas reveladores… toques inocentes… desejos… sonhos… e vontades… algumas proibidas…" )Ai essas vontades proibidas!! Quem não as tem??!!?? ;))))

Beijinhos

Claudia Lis disse...

Olá Helder,

“ Gestos simples…”

Exatamente! É através da simplicidade dos gestos, atitudes e sentimentos, que a nossa vida fica repleta de maravilhas. Muito lindo o seu texto!

Obrigada pelo comentário!

=)

Beijos

coisaseletras disse...

Os pequenos sinais são os mais reveladores... são os mais dificeis de controlar... são os mais traidores de quem os tenta controlar. Mas são os mais verdadeiros... são os mais fiáveis para quem os consegue observar.

As coisas boas são tão preciosas quanto as más... é preciso um equilibrio...

Uma novata nesta coisa de blogs que gostou da tua forma de expressão.

Kitty disse...

Visite e, se puder, ajude:
http://astresmeninasgemeas.blogspot.com/
Obrigada

Lua Durand disse...

viver é estranho.

Nitassa disse...

Um blog interessante!
Parabens!