23 dezembro 2005

O Amor


Reencontro o amor…
nas vontades extemporâneas,
no delírio permanente,
na ausência dos princípios…

Disperso nas aventuras,
na desordem dos sentimentos,
nos desejos,
reencontro o amor…

O amor,
perdido no tempo,
nas desilusões,
na mágoa da dor…

Perdido nas aventuras,
na desordem dos sentimentos,
nos desejos,
reencontro o amor…

4 comentários:

Anónimo disse...

Fico feliz por ti, beijinhos. E um Bom Natal.

sussurros da lua disse...

FELIZ NATAL!!! :)

Paula Raposo disse...

Ainda bem que me visitaste...não te conhecia. Gosto. Beijos. Feliz Natal. Esta música é linda!!

Anónimo disse...

Também eu...reencontrei-me nesse poema :)