06 novembro 2005

Com olhar impenetrável, Para a verdade distante, Não permito a proximidade… Porque o sonho, Tem de ser vivido, E porque a verdade destrói,
Não amo a realidade…

1 comentário:

Paula Raposo disse...

Tens que amar a realidade. Vives nela. O resto são só sonhos, momentos, extases que te ficarão na memória e que não esquecerás. Gostei imenso do teu blog. Beijinhos....