29 novembro 2005

O Tempo só falta no fim…

Recordo-a com saudade… Foi a nossa conversa, a última conversa, não a esqueci, nunca a esquecerei... Uma conversa simples, sem importância absolutamente nenhuma.
Para ti P.

1 comentário:

Paula Raposo disse...

São essas conversas sem importância absolutamente nenhuma que nos conseguem transcender, com elas ficamos, choramos e amamos. Eternamente. Sem fim.