08 maio 2006

Lágrima furtiva

A certeza de que me sentes ainda hoje faz com que escreva sobre a força dos teus actos. A tua alma dita, diariamente, a maior mensagem de humildade e de trabalho que sempre me transmitiste no teu exemplo de vida. A renúncia ao luxo e ao supérfluo pelo meu crescimento como ser humano fez com que seja reservado e perseverante. A minha educação fez-se com muitos gestos e poucas palavras. Um olhar de desaprovação valeu por mil açoites… foi assim que me abanaste e me fizeste acreditar no que sou… um filho saudoso, mas educado para acreditar que viver é também recomeçar… todos os dias, com fé, e acreditar que amanhã serei melhor como Homem. Para ti Mãe, flores e uma lágrima furtiva…

12 comentários:

Anónimo disse...

divino.

fokinha disse...

Muito bonito!!
Beijos

Anónimo disse...

Aqueles que amamos não morrem apenas partem antes de nós.
É no coração que reside o principio e o fim das coisas e existem pessoas que permanecem nele para todo o sempre!

Paula Raposo disse...

Belíssimo!!

sem cantigas disse...

uma pérola! (n gosto da lagrimas furtivas, é vergonha ou tristeza?)

Ana Rita disse...

Olá!Entrei aqui por acaso...muito bonito o que escreves. Espero não ser ultraje da minha parte comentar logo este artigo, mas sensibilizou-me particularmente. Escreves muito bem, dá gosto ler...parabéns!Deixo-te um beijinho..

Anónimo disse...

Quando as saudades apertam, faz como eu ....olha para o ceu ...a estrela que mais brilhar é um sorriso que nos mandam.

Anónimo disse...

Olá, quando as saudades apertam .. faz como eu .. olha para o ceu ... a estrela que mais brilhar é um sorriso que nos mandam.

Adorei saber q estavas aqui , vou aparecer mais vezes.

Anónimo disse...

O dia mais importante não é o dia em que conhecemos uma pessoa mas aquele em que ela passa a existir dentro de nós.

Continua eu vou estar sp aqui !! adoro ler o que escreves.

Encantamento disse...

Adorei , vou voltar ...

beijinho

Encantamento disse...

adorei... obrigada

beijo

CNorahc6@gmail,com disse...

Bem pode ser verdade.

cpts


N.