14 maio 2006

Passos Perdidos...


Como tantas pessoas… que se encontram… e desencontram… escolhemos caminhos diferentes… optei pela serenidade das serras… pelo verde dos campos… a minha fronteira… para o encontro com a paz… e a realização dos sonhos que esboço… tu… na firme posse da racionalidade… do método… aplicado a qualquer banalidade… preferes a confusão da cidade… a turbulência das praias… nos dias de verão… a agitação dos passos perdidos… das pessoas que encontras… reencontras… e perdes… nas ruas e nas avenidas… caminhando de um lado, para o outro… ou simplesmente… movimentando-se… numa tentativa… entre tantas outras… para abandonar… a alma asfixiada… presa a um corpo insignificante… mas… para ti… importante. Como tantas pessoas… que se encontram… e desencontram… escolhemos caminhos diferentes… cruzámo-nos… e num invulgar momento… de alivio da alma… descobrimos em cada um de nós… a tranquilidade do desassossego do Amor… vivemo-lo no tempo… e na memória… com a importância que atribuímos a cada detalhe… Despreocupados com o tempo… reencontramos os passos… seguimos os nossos caminhos… que se encontram… que se desencontram… mantendo o desejo que se cruzem novamente…

32 comentários:

dulce disse...

Quem sabe se nesses encontros e desencontros o amor perdure, mais forte, mais vivo!
Gostei muito de te ler. Li tb os anteriores pq tenho andado um pouco fugida :-)
Beijos para ti.

Eu disse...

Gosto muito da forma como escreves, porque duma forma simples, e clara expressas muito bem aquilo que sentes!
Em tempos ouvia falar muito de ti! Tive imensa pena de não te poder conhecer pessoalmente!

Sílvia Dias disse...

Está muito bonito e mesmo que possa ter varios sentidos, acho que se encaixa em qualquer pessoa! Tens razão... Beijo grd...

Rosalina disse...

...e eu gostei deste texto.

RPM disse...

Viva, cheguei aqui através da Nau Catrineta... e respira-se aqui algo de campestre sem, contudo, deixar de pensar no mundo.É um pouco como ter os sobreiros na cidade, e os arranha-céus e o ambente urbano na paisagens rústicas... Enfim, é um bom cruzamento de geografias.

A música também ajuda, a sonhar

Parabéns pelo conceito, pelo espírito e, claro, tb pela letra que tb deve espelhar os desejos dos autores - que felicito

Best
Friendly
RpM

Cristina disse...

helder

obrigada pela visita e pelo simpatico comentário:))

espero que te sintas sempre bem por lá. voltarei com mais calma, volta também:)

beijinho

Luna disse...

Penso tantas vezes, as pessoas nas cidades estão bem mais frias, insensiveis a tudo o que as cerca, passamos indiferentes uns aos outros, cada vez mais virados para nós mesmos.
beijos

eco de mim disse...

pois é, os (des)encontros do amor são os caminhos que mais pessoas desejam percorrer...

Folha de Chá disse...

Vim agradecer a visita ao Cha e encontrei um ditos e contos de serenidade.

DIAFRAGMA disse...

Bem, e a fotografia está sensacional!

Pitucha disse...

Vim retribuir a visita ao Cinzento de Bruxelas e gostei muito do que li. Este teu texto é muito bonito, muito poético.
Vou voltar.
Beijos

k7pirata disse...

Olá Helder,
bonito e cativante o vosso blog.
Obrigado pela visita ao Arre Macho e pelas palavras lá deixadas. Volta sempre.

rutebruno disse...

estranhamente o teu comentário ao sitiopoema, veio parar ao meu email... não consigo perceber bem a razão, mas o feito agradou-me, pois possibilitou-me conhecer tão rico espaço.

Sea disse...

Hélder, venho agradecer-te a passagem e o comentário no Place e ao mesmo tempo descobri este cantinho, feito de palavras simples, sentidas num misto de esperança e alguma força nelas. Acima de tudo, despretencioso.
Um beijo. (virei mais vezes, se assim permitires :))

*Belynha* disse...

Olá Helder! Obrigada pela visita ao meu Blog!
Adorei o vosso blog!

Tens uma veia poética que seduz, que nos leva a pensar que estamos mesmo nesse lugar, a viver esse momento.

Parabéns pela sensibilidade e pelo blog em geral.

Ouvinte disse...

Cada um escolhe os seus caminhos para a vida, muitas vezes cruzamo-nos outras nem por isso ... masa acabamos por encontrar sempre quem prercisamos, independentemente do caminho escolhido por cada um.

;)

Sofia disse...

Obrigado pela visita ao meu blog. Tambem gostei do vosso. Vou passando por cá.

Bjs

Hortência disse...

Caro Helder,
Obrigada pela visita ao meu blog...
Gostei muito do seu também.
Os desencontros da vida fazem-na melhor do que pode ser sem a diferença.
Um abraço

Hortência disse...

Caro Helder,
Obrigada pela visita ao meu blog...
Gostei muito do seu também.
Os desencontros da vida fazem-na melhor do que pode ser sem a diferença.
Um abraço

Hortência disse...

Caro Helder,
Obrigada pela visita ao meu blog...
Gostei muito do seu também.
Os desencontros da vida fazem-na melhor do que pode ser sem a diferença.
Um abraço

Ana P. disse...

Também vi que este cantinho aqui, vale bem a pena.

Bonita paisagem (não lembrasse ela o meu Alentejo), e bonito texto de reencontros.

Voltarei sempre

Jo§e disse...

Obrigado pela visita, tambem achei este espaço muito bom.
Voltarei mais vezes sem dúvida

Um abraço

Sandra disse...

Olá...muito obrigada pelo comentário no meu blog!

Aparece!

Beijos

Rose disse...

Helder,

Foi lá no Poemas e Amores me visitar então vim retribuir a visita.
Seu texto é lindo.

Abraços

sem cantigas disse...

muito bonito, muito pessoal parece-me

sem cantigas disse...

e a imagem é lindissima, é tua?

Hanah disse...

Helder

Obrigado por sua visita...e Por me colocar em seu link


Gostei de passar por aqui também...
e da sinceridade de seus sentimentos....


Volterei com mais calma....

Abraço.....

Hanah disse...

Olá Helder....

Obrigado por sua visita....

Gostei de passar por aqui....
Obrigado por colocar meu blog no seu link

Volterei com mais calma....

Gostei de sua sensibilidade...

O texto parece-me suscinto e maduro....

Abraço...

a gueixa disse...

Gosto das imagens das vossas palavras.
Côba

tonsdeazul disse...

sim... continuo "mantendo o desejo que se cruzem novamente..."

bonitas palavras as tuas

tonsdeazul disse...

sim... continuo "mantendo o desejo que se cruzem novamente..."

Bonitas palavras as tuas

MySelf disse...

olá Helder!
Gostei muito de conhecer este blog. E gostei principalmente das fotografias. Adoro fotografia, são tuas?
Um beijo