19 maio 2006

Sandwich da vida

A vida quotidiana assenta em várias camadas. A inexperiência, a falta de confiança, o primeiro amigo, o primeiro namoro, os primeiros pontapés, enfim as primeiras camadas. Depois recriamos a natureza fácil das sandes rápidas, mais conhecidas por sandwiches, com vários molhos e combinações de novas sensações experimentadas na doçura e na agrura dos momentos efémeros vividos a dois. Mas as sandwiches da vida não são fruto de receitas acabadas, pois carecem de muita experimentação e de refinamento das camadas e dos seus verdadeiros ingredientes, a saber: amor (qb), crer (qb), confiança (na medida certa) e maturidade… muita maturidade, que é o que nos falta, até ao tal dia, em que iniciaremos outra viagem a bordo de uma nuvem perdida em busca da incerta e gostosa sandwich da vida.

55 comentários:

Musician disse...

Realmente a comparaçao tem logica, gostei :)
Beijinho

sofyatzi disse...

Como sempre...ESPECTACULAR!!!!

Obrigado pelo comentário no meu cantinho. Volta sempre ;)

sem cantigas disse...

crer e querer!
gostei!

greentea disse...

deliciosa a tua sandwich

agora estou à pressa mas logo já volto para saborear os outros "petiscos"

tem um bom dia!

Peter disse...

Muito interessante este teu artigo, "a vida quotidiana assentar em várias camadas" o que te leva a falar nas "sandwiches da vida".

Desassossego disse...

forma gulosa de ver a vida... por isso as vezes sai cada mistela...

Anónimo disse...

Tens mesmo a mania que és poeta! Tá engraçado o teu blog.

Marta

Belzebu disse...

Ora aqui está uma visão das sandwiches bem menos calórica!

Gostei da imagem, e gostei do blog! Vou voltar!

Saudações!

Sofia disse...

;) adorei esta tua sandwich!


bj e bfs

Berta Saraiva disse...

olá
desde já agradeço a tua passagem pelo meu blog.
adorei o teu blog
vou andar por cá muitas vezes
tive uma certa impressão de que és um romântico :)
um abraço
berta

Isolamentos disse...

...gosto (do blog e da analogia)... :)

...vou-me instalando para te ler com mais atenção! (e obrigado pela visita...)

um abraço!

sofialisboa disse...

esta admiração pelas tuas palavras está para ficar, gostei das metaforas e sobretudo da sandwich final, que tenhas um bom fim de semana

Anónimo disse...

Sandwich...gostei.
Beijo

Sara MM disse...

Bem lembrado! Bem visto!
Mas cada sandwiche é uma sandwiche... nunca são iguais e nem todos as fazem!!!

dreams disse...

uma ideia interessante, mas a espero que não seja sempre a mesma...

um beijo doce *
“·.¸Dreams¸.·”

papoilasaltitante disse...

Belo texto e excelente analogia!!!!
Bjs

Tita - Uma mulher, Um blog, algumas palavras disse...

Adorei a meáfora.... de facto a vida e uma sandwich, daquelas com várias acmadas de ingrediente e muitas cores e saboes.
Gostei deste espaço. Vou voltar

Isa Calixto disse...

Obrigada pela gostosa refeição...gostei dos ingredientes com que a preparaste.

Beijinho de bom fim de semana

Claudia_peixinha disse...

Bela comparação ,eu sempre fui mto fiel aos meus gostos (sandes) mas com a variante do "tempero".

Jokas e bom fim-de-semana.

Nocas disse...

Obrigada pela visita :)
Não podia deixar de retribuir...e, como gostei do que vi, vou voltar :)

Beijinhos, bom fim de semana e até à próxima!

Isabel Magalhães disse...

Ao ler este artigo senti fome...




FOME DE VIVER... mais!

Squeezy disse...

muito interessante esta anologia...

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Passei para te agradecer a visita e tuas palavras. Teu espaço também é muito interessante. Volte sempre que desejar e será um prazer te receber. Há um outro blog, que divido com um amigo e alguns convidados. Se desejares, passe lá também:

http://trilhaseterras.blogspot.com

Um abraço de bom final de semana!!!
Cris

saisminerais disse...

Espetaculo, esta comparação...
Ao menos que o pão seja fresco e os ingredientes nunca se estraguem por demais.
Bom fim-de-semana
e um abraço

Luís disse...

Obrigado pela visita e pelo comentário no Rotação dos Tempos.
Obrigado pelos Ditos& Contos cheios de Luz e Vida...
;-)

rafaela disse...

Uma boa receita essa, equilibrada.

=)

Rui @t Blog disse...

Parabéns pelo blog que foi uma agradável surpresa conhecer.
Parabéns pela escrita e pela referência ao meu blog, o que com agrado retribúo.

Vanda Baltazar disse...

ahah :) ora aqui está!!!!

uma receita mais que saborosa :)

...e que nunca se limitem os ingrediantes, que nunca se repitam, que sejam sempre ao longo da degustação, acrescidos novos sabores!

:)

bom fds com muito tempero!

Van

Silêncios disse...

Já pensei na vida de mts formas...mas em forma de sandwuiche...confesso que nunca me ocorreu!!
Beijo para ti

Juda disse...

Muito bom, gostei das suas palavras, deixo um abraço...

Jasmim disse...

Obrigada pla visita ao Baloiço...o teu blog é simplesmente fantástico.Tá prometido k voltarei...

Bjs**

micas disse...

nunca tinha reparado nessa perspectiva para a vida mas realmente assenta bem....

Alma de Poeta disse...

Belíssimo post com muita coerência nas pelavras escritas e pensadas.
Agradeço a oportunidade de poder partilha-las
Abraço

Paola disse...

Menino que postagem maravilhosa é essa?

refinarei sim minhas camadas da vida,

grande beijo

Paola

Terra & Sal disse...

Oi Companehriro!
Onde andaste metido que só hoje te conheci?

Gosto de ver a vida descrita de uma forma poética.
Ela deve ser vista com grande e boa filosofia.
Gostei das considerações que aqui fizeste.


É pena todos nós não pararmos sempre todos os dias um bocadinho e meditar nela...
Na sua parte triste e alegre e mesmo na sua efemeridade.

É que só a conhecemos minimamente, com pena,quando já é tarde e então temos uma grande vontade, que já foi perdida para sempre, de começar tudo de novo.

De voltar ao princípio de uma forma diferente...

Mas isso só nos é dado a conhecer quando estamos maduros, tal como de algum modo disseste e bem, muitas vezes maduros de mais...

Um abração e quero cá voltar´, é que me "obrigaste" a ler-te duas vezes.
Valeu a pena, e fi-lo porque gostei.

legivel disse...

... uma descrição apetitosa do quotidiano, com conta, peso e medida...

... a pensar em futuros próximos sem dramas. As viagens são assim que devem ser feitas; tirar o máximo partido delas.

Óptimo domingo!

Miguel disse...

Adorei esta sandwich da vida!
Muito bem analisada!

Bom FDS!

Bjks da Matilde

couvinha portuguesa disse...

E se a sandwich for vegetariana... será ouro sb azul...:), mesmo que a carne seja fraca e às vezes troquemos a maturidade pela impulsividade.

Ulysses disse...

Obrigado pela visita. Gostei de ler os artigos interessantes.

Dra.Daniela Mann disse...

É uma excelente metáfora!
Uma abraço amigo e bom fim-de-semana,
Dani

A minha pele..o meu cheiro.. disse...

Com a idade vamos sendo mais selectivos, acho ke encontrei a minha sandwich...nao quero outra!
Espero que encontres a tua!
;-)

Bjx com cheiro da pele.

umacoisaemformade_assim disse...

Mais do que da metáfora, gostei da "imagem"
:-)

tb disse...

todos os dias se junta uma camada mesmo que fina...
E viver é também experimentar.
Gostei!
Bjs

moonj_Rita disse...

E passamos a vida inteira a aprender e a ganhar maturidade :)

Cila disse...

adorei
sandwiches de vida...gostoso..
bj

sa.ra disse...

estou aqui há um bocado... a ouvir esta música! (ehehhehehhe)

obrigada pela visita e pelo link!

vou voltar!

beijinho!

dia muito feliz!

palavras que escrevo disse...

um bom texto que nos deixas a pensar,pelos ingredientes que vão surgindo, bem conseguido também, entre metáforas nas doses certas

ainda me falta a tal viagem em busca da sandwich da vida...

gosto de te ler, mas isso já sabes

beijinhos meus

lena

croqui disse...

gostei em especial dos ingredientes, sobretudo a "confiança na medida certa!"
;-)

ChrisWoznitza disse...

Hi ich bin Chriswab aus Bottrop !! Viele Grüsse !!

carla disse...

A maturidade adquiri-se com o auto-conhecimento,nao concordas?

Salvador disse...

É bom saborear a vida se tivermos os ingredientes certos
1 abraço

digoeu disse...

Gostei de tudo o que li. Quanto a este texto, estou de acordo com a importância da maturidade que arrasta consigo a responsabilidade. Somos tão pouco responsáveis perante a vida! Perante os outros! Perante nós! E é tão difícil encontrar um caminho que seja, ao mesmo tempo, o da chegada e o da partida...

Giorgia disse...

E eu que anseio pela nuvem perdida que me guiara nessa abençoada busca, espero... e enquanto espero leio-te as palavras verdadeiramente magicas... gostei muito!

beijitos

Vanda Baltazar disse...

Sabes Helder, há muitos anos que o digo, por isto ou por aquilo, talvez porque tenho a sensação que nunca hei-de crescer :) mas quando te leio, digo-o sempre, nasci cedo demais, é desta geração que eu sou, é assim que me sinto!

Ler-te, ir por aqui abaixo, nesta viagem de conhecimento sobre ti (pensametos, sentimentos, emoções) é um prazer, fico feliz por existirem assim pessoas, como tu, cheias, sabes? a abarrotar de coisas boas e ainda desta água, que transborda, limpida e solta, pelas pedras atónitas :)

Parabéns Miudo! (permites-me este Miudo carinhoso???)

Nunca pares de ver o mundo com este olhar, nunca pares de amar o mundo e a vida com esta força!

Porque são as pessoas como tu que o transformam :)

tonsdeazul disse...

"viagem a bordo de uma nuvem perdida em busca da incerta e gostosa sandwich da vida"

:)

vou continuar a minha caminhada aproveitando tudo o que a vida me der, até chegar "o tal dia"