08 abril 2006

Desfeita a ordem…

Desfeita a ordem… pelos nossos movimentos… na confusão dos lençóis… ainda com o perfume do teu corpo… agora ausente… presente, na memoria… gozo os instantes de felicidade… curtos… solitários... egoístas… reconquisto a força… para a companhia da solidão… E distante de tudo… sem dor nem pudor… apareces… desapareces… reapareces… indiferente… como quem não sente… como se também eu não sentisse… E indiferente ao sentimento… ensaio… o esquecimento… devolvo a ordem… aos lençóis… enquanto o teu perfume… desaparece…

9 comentários:

wind disse...

Gostei muito do teu blog e vou-te linkar sem pedir autorização:)

Paula Raposo disse...

Claro que gosto imenso do que tu escreves...já devias saber! Não tenho vindo aqui, também é verdade. Obrigada pelas tuas palavras. Beijos. Adoro esta música...

dulce disse...

Beijinhos. Gostei de pôr a leitura em dia :-)

Jorge disse...

Obrigado pela sua visita. Retirbuo-lhre os desejos de boa Páscoa, como bons deveriam ser todos os dias e para todos sem excepção, não importando raça ou credo, como os políticos bem intencionados, que obrigatoriamente deveriam ser, dando com o seu trabalho um maior contributo para a compreens~´ao entre os homens.
Um abraço e Páscoa feliz.

Jorge disse...

Por várias vezes tentei comentar o seu blog, mas sem resultado. Aqui vai uma nova tentativa para lhe desejar também uma bpoa Páscoa.

BlueShell disse...

Não dá

BlueShell disse...

A Música é linda...

O texto...triste...porque é o desaparecer daquele que parece ter sido um grande amor. Gostei mesmo!

O sentir a perda de algu+em que se ama...também é algo que "conheço" bem

Um beijo ternurento....
BShell

(se tu dizes que fica registado...cá vai)

linda disse...

Adoramos a visita......

palavras que escrevo disse...

escreves realmente muito bem

é um prazer ler-te e o teu blog continua interessante e muito bom

beijinhos muitos para ti, meu amigo

lena