24 abril 2006

(in)felicidade...

"A ressaca ainda me acompanha hoje,
Ontem e ontem e ontem
E espero que nunca mais…
O sentimento que se apoderou de mim,
Volte a assombrar o meu eu.
Tu és a razão da minha felicidade,
Dás-me tudo!
Tu és a razão da minha infelicidade,
Tiras-me tudo!!
És prazer, és dor…
A força do meu eu é mais forte
Do que os teus eu's!
Continuo a destruir alguns deles…
E vou continuar…
Quero-te só para mim!"

3 comentários:

Anónimo disse...

Existem tantas contradições no amor... Mas devemos, contudo, lembrar-nos dos momentos em que houve uma cor chamada "felicidade" e houve um "ruído de sorrisos" =)

fokinha disse...

"Nomeei-te no meio dos meus sonhos
chamei por ti na minha solidão
troquei o céu azul pelos teus olhos
e o meu sólido chão pelo teu amor "

Ruy Belo

Miriam5 disse...

Lindo, este poema. O amor e o desejo tem sempre estes sentimentos contraditórios e, acima de tudo tem um pouco de sentimento de posse, querermos alguém só pra nós.
Um beijinho